Todos, um filme sobre pessoas e suas diferenças, ganha lançamento em Porto Alegre 

Documentário entra em cartaz a partir de 1º de dezembro, com sessões na Cinemateca Paulo Amorim


A inclusão e a necessidade de seguir construindo um mundo acessível. Este é o ponto de partida do documentário Todos. O longa-metragem de 80 minutos apresenta a trajetória do historiador com baixa visão Felipe Mianes, que viaja por várias cidades do Brasil e exterior em busca de resposta a uma pergunta: o que é acessibilidade?

Após a participação no FESTin em Lisboa, onde recebeu Menção Honrosa, e no Festival de Cinema de Gramado, entre outros, Todos entra em cartaz, em Porto Alegre, a partir de 1º de dezembro, com sessões às 19h15min, na Cinemateca Paulo Amorim, Sala Eduardo Hirtz, na Casa de Cultura Mario Quintana.

Com direção de Luiz Alberto Cassol e Marilaine Castro da Costa e produção da Accorde Filmes, o documentário revela caminhos acessíveis e outros com muitas barreiras apresentando o que pessoas com e sem deficiência pensam sobre temas como diversidade humana, educação inclusiva, cultura e tecnologias.

A proposta de Todos é refletir sobre o tema da inclusão, numa sessão de cinema inclusiva, com os seguintes recursos:

– Audiodescrição: é uma narração editada entre as falas do filme que descreve  informações visuais como as paisagens, os cenários, os figurinos e as características físicas dos personagens para  tornar a obra audiovisual acessível às pessoas com deficiência visual;

– LSE- Legendagem para Surdos e Ensurdecidos: tradução das falas em forma de texto escrito – legendas – com identificação de efeitos sonoros e dos falantes, sempre que necessário;

– LIBRAS: é a tradução para a Língua Brasileira de Sinais, feita por um intérprete, que geralmente aparece no canto inferior direito da tela

Fonte: Edith Auler – Evidência Press

Você também poderá gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.