Viajar pelo mundo – Tudo é questão de sorte, oportunidade e planejamento

Um dia estava eu bem sentada na beira da praia, quando apita o aplicativo de viagens avisando que tinha uma promoção de passagens para a Rússia por R$728,00…R-E-A-I-S, sim REAIS!!!!

paulinha-moraes

Caraca – pensei eu – como vou perder essa oportunidade de viajar por R$728,00 pra Moscow, mas “péra” um pouquinho… o que é que eu, mulher, vou fazer sozinhaaa em Moscow??? Hummm….Agora, deixar essa baita oportunidade escapar assim também não né, e eu tinha ainda mais uns12 minutos mais ou menos pra decidir antes que acabasse a promoção ou os lugares com o valor irrisório. Na época, ir pro Rio de Janeiro era mais caro eu acho. Como era janeiro, eu então resolvi me planejar, liguei pro meu melhor amigo e perguntei qual seria a data possível, do segundo semestre, que ele poderia viajar, pra então marcamos a viagem. Resolvemos marcar pra segunda quinzena de agosto, assim eu tinha pela frente pelo menos sete meses pra me organizar de todas as formas, e fazer dar certo. Foi daí que há 6 anos eu iniciei 5 coisas:

  • minha #PaloremoTrips
  • minhas coleções de velas inspirada em viagens;
  • minha corrida para fechar uma meta simbólica: 100 países, hoje já estou com 57 na conta;
  • visitar pelo menos 1 país diferente a cada viagem feita; e
  • conhecer todos os continentes e oceanos.

O que eu quis dizer com o que escrevi acima, é que a promoção me deu um incentivo, aliás, mais de um, me deu muitos. Com o passar dos anos e das viagens, vou adquirindo conhecimento e aprendendo muitas coisas, alguns macetes inclusive, do que fazer e do que não fazer pré, durante e pós viagem. Vou dar 5 dicas básicas que eu sempre faço e que me perguntam:

  • CELULAR: se você precisar comprar internet, compre SEMPRE chip de dados em qualquer balcão de operadora no Desembarque de aeroporto internacional. Assim você não depende de Wi-Fi de lugar algum e se locomove de forma mais fácil e TV pode se comunicar por outros APPs com pessoas e familiares;
  • CAMBIO: sempre troque  apenas o necessário para ir até o hotel e não todo o seu dinheiro por moeda local, caso a moeda não seja dólar ou euro ou Libra;
  • CARTÃO DE CRÉDITO: sempre bom levar DOIS cartões. Um pra ter consigo e outro pra deixar no cofre do hotel para alguma emergência;
  • ALUGUEL DE CARRO: uma das poucas coisas que faço uso de agência, pois isso sim faz se necessário caso tenha problema;
  • PASSAGEM AÉREA: nunca compre de primeira num site, sempre compare no site da origem da própria Cia, às vezes pode sair mais em conta e não conter taxas a mais. Observação: EU, eu disse EU, não tenho o hábito de comprar passagens aéreas em agências pois me dá autonomia e poder de troca quando eu bem entender. Quando feito por agência, somente a agência pode fazer esta troca, isto pode ser um ponto positivo (pela facilidade) ou um ponto negativo (pela burocracia), mas isso vai de cada um.

Nos próximos textos vou falar sobre a minha primeira viagem à China, Vietnã e o fascinante Camboja, e de como ir para as Maldivas de forma BARATA…sim, isso é possível!!! Até mais…

paulinha-moraes paulinha-soares

Você também poderá gostar...