O Grêmio

Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

 

Sou colorada! Entro no Beira Rio e me dá um “frisson”…um quente. Adoro tudo!

Convenhamos que o Grêmio merecia, não sou comentarista esportiva…nem ao menos sei o nome de um jogador do tricolor, na verdade eu estava torcendo para o Renato. Admiro pessoas autênticas, potentes e irreverentes. Então, queria que o Grêmio vencesse, pois assim, o Renato ficaria realizado e muitas outras pessoas que amo também. E, outra coisa que admiro nele: a sinceridade,  fala o que pensa. Preto no branco. Nem joguinho, nem muito menos ”mimis”. Não manda recado. Valorizo pessoas assim, porque fica fácil saber o que elas pensam e o que elas querem. Ele deu uma declaração aos dirigentes do Clube,  achava que era justo fazerem uma estátua em sua homenagem já que foi o único que conseguiu ser vencedor da libertadores, como jogador e como técnico. Achei demais…ele quer reconhecimento e vai lutar por isso.

Pessoas que falam o que pensam, que se posicionam e que são transparentes têm seu valor. O complicado é conviver com hipocrisia, pessoas não confiáveis, que burlam, fingem, te enrolam e mentem.

Nossa,  fingimento é a única coisa que me tira do sério. Não consigo! É indigesto! Não tenho a enzima que dissolve esse negócio. Fica evidente na minha cara. Então estava pensando sobre o que ia falar como vocês… seria sobre inveja…que mesmo colorada eu torci e fiquei feliz com a vitória do “meu time rival”- para mim essa não cola. Óbvio que se for Grenal, o Inter será minha escolha- mas por favor… que os outros sejam felizes.

E de coração…nem a pessoa que mais me magoou nessa vida eu quero que se rale. Pelo contrário: quero que encontre alguém bem legal e que seja feliz. Por que sou a Madre Tereza? Não, longe disso… porque eu quero que esqueça da minha existência. Quero que nem lembre que eu estive na sua vida. Hehehe

Daí o assunto de hoje…sério! Quem lê pensa que sou evoluída, uma monja…nãoooooooooo! Vocês estão enganados! Profundamente. E vou dizer para vocês…nem sei se quero mudar isso que irei contar agora! Não aguento que me façam de boba, que finjam que são uma coisa e me enganem…não aguento gente metida…mentirinha!

Já briguei, lutei para mudar algumas pessoas, mas de uns tempos para cá assumi uma postura que acalmou meu coração e me trouxe paz (acreditem que sim). Minha atitude em relação às essas pessoas não confiáveis (vou resumir assim- mas é bem mais complexo que isso- porque confiança é algo bem discutível, podemos falar sobre isso num outro momento): EU MATO VIVA! Que horror né?! Forte… mas, tenho que ser sincera com vocês. Deleto. Não existe mais na face da terra.  Muitas vezes a pessoa nem sabe, hehehe. Simplesmente sumo!

Viram?! Está aí uma prova concreta que sou humana. Nem tão espiritualizada, ou somente para as coisas que não me apertam o sapato. Não tem funeral…PÁ PUM, MORTE SÚBITA. As vezes derramo lágrimas de tristeza e frustração…em outras observo lentamente (malévola).

Nunca diga nunca…então certamente tem gente que ressuscita!  hehehe

Um beijo até semana que vem!

Vanessa Campos

Você também poderá gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.