Fé e a experiência de fé

Por Vanessa Campos

Os anos vão passando e a maturidade e as experiências nos proporcionam lindos ensinamentos. Vou compartilhar com vocês a minha primeira experiência com a FÉ.

fé-vanessa-campos

Antes quero lembrar a definição de fé: é uma palavra que significa “confiança”, “crença”, “credibilidade”. A fé é um sentimento de total de crença em algo ou alguém, ainda que não haja nenhum tipo de evidência que comprove a veracidade da proposição em causa.

Meu conceito de fé é prático, vivido no fundo da alma, com dor e muito sofrimento. Vou contar um episódio que vivenciei,  há muito tempo atrás, cerca de 20 anos. Fazia estágio num hospital de Porto Alegre, na UTI pediátrica, um lugar onde a fé e a esperança têm força. Só assim para conseguir suportar a rotina dolorosa e diária de uma UTI pediátrica. Não consigo mensurar o sofrimento de ver um filho numa situação de vulnerabilidade.

O telefone tocou…era a equipe de enfermagem da UTI pediátrica solicitando urgente que alguém da psicologia fosse a unidade pois uma mãe estava “quebrando” tudo. Cheguei na unidade e o quebrando era literal. A cena era a seguinte: mãe aos berros na UTI, carrinho de instrumentalização caído no chão. Demorei um tempo para conseguir manejar com a mãe… me lembro do rosto dela. Um desamparo, uma tristeza, uma desesperança… eu no meu início profissional, crua, com meus 20 anos não sabia o que fazer… e fiz algo que sempre faço quando não tenho claro o caminho que devo seguir. Escutei a minha intuição… resumo da saga… o filho desta mulher estava internado há 1 ano com diagnóstico de infecções repetidas devido a uma hidrocefalia severa. A criança não tinha nenhuma interação com o meio ambiente, vivia cheia de tubos, era toda picada para ministrar os inúmeros antibióticos. Mas a mãe cuidava daquele filho com um amor e dedicação ímpar. Então nesse dia um residente novo da psiquiatria foi “visitar” o leito do menino e fazer a sua avaliação. E escreveu no prontuário do mesmo – o qual a mãe tem acesso, pois fica no espaldar da cama- “caso grave, mãe acredita que Deus pode salvar seu filho”.

Nesse momento entendi algo que me acompanha ao longos desses anos, NUNCA se pode tirar a esperança das pessoas. Não temos o direito, sejamos nós quem formos, médicos, mães, pais, filhos, advogados, professores, qualquer um nessa face da terra… não podemos tirar a fé.

Não temos o direito de invadir o psiquismo de nenhuma pessoa e tirar às vezes a única coisa que resta dentro dela. A sensação de que pode ser diferente, o último suspiro de vida. Não podemos ter essa arrogância. Nunca!

Aprendi com essa mulher, ela nem sabe do significado que teve na minha vida…aprendo muito com meus pacientes.

Não me importa qual a religião de cada um, não me importa quais os ritos religiosos- desde que não prejudiquem ninguém obviamente. Hoje em dia me importo que as pessoas tenham fé, que tenham esperança dentro do coração. Que se apoiem em algo, seja isso religioso ou não. Fé é muito maior que a religiosidade, ela é um sentimento carregado de amor, de compaixão, de gratidão, de esperança. Nunca deixe que ninguém interfira na sua fé. Ela é sua! Te pertence!

Um beijo, até semana que vem!

Você também poderá gostar...

5 Responses

  1. Wonderful site. Plenty of helpful information here. I am sending it to several buddies ans additionally sharing in delicious. And of course, thanks to your sweat!

  2. I have recently started a blog, the info you provide on this website has helped me greatly. Thanks for all of your time & work.

  3. 713077 974478This internet site is my breathing in, real amazing style and perfect content material . 826793

  4. easy fast money
    payday loans online
    pay day loan bad credit

  5. viagra sale tesco
    generic viagra 100 mg
    viagra wholesale

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.